Análise da Trilogia Matrix

Webnode
Análise da Trilogia  Matrix

O filme foi buscar filosofias ao budismo, espiritualismo , ocultismo, filosofia, 1984 de George Orwell, messianismo, mitologia grega e celta entre mais...Não foi à toa que o lançamento do filme foi na Páscoa (em 1999). 

Morpheus (Laurence Fishburne) é o nome para o Deus dos sonhos, na mitologia Grega.

Neo (Keanu Reeves) é o escolhido, o salvador .

Trinity (Carrie-Anne Moss) é a Trindade. Representa a Grande Mãe - Filha e espírito santo.

 

Porque escolheram o nome Morpheus para o mestre de Neo? Na minha opinião, talvez porque no sonho, a alma pode emancipar-se, a alma pode viajar a outras realidades, saíndo da atual realidade. Se costuma pensar que o sonho é uma falsa realidade, no filme eles tentam mostrar o oposto, Neo é que vivia numa realidade ilusória, e Morpheus o desperta para a realidade. Reparem no filme, quando os personagens estavam ligados à matrix eles não estavam lá fisicamente, no entanto o corpo físico deles (no mundo real) reagia aos estímulos. Se na matrix eles fossem feridos, no mundo real o corpo físico deles sofria as danificações e se feria.

De certa forma, o nosso corpo físico também reage aos estímulos do espírito quando ele viaja pela “matrix” do mundo dos sonhos. Se sentimos que vamos cair, o nosso corpo reage a esse estimulo e dá um solavanco na cama. Em magia o mesmo ocorre, se sofremos de algum mal espiritual ou ataque astral (ou obsessão espiritual) o nosso corpo físico, a saúde, ressentem-se.

Morpheus levou Neo a conhecer “o Oráculo”, tal como o filósofo Sócrates procurava o oráculo , que lhe dissera que ele era o mais sábio dos homens, ele duvidava, Neo também duvidava inicialmente ser o “escolhido”.

A Oráculo (Gloria Foster): Uma frase chama a atenção, a Oráculo disse: “ a nossa escolha é a repetição das nossas escolhas “, o que entendi disso foi: As escolhas que fazemos agora já foram pré-destinadas por nós, mas isso só faz sentido com a reencarnação. Antes de reencarnar conhecemos uma parte do nosso destino, já escolhemos certas provas pelas quais iríamos passar, porém ao nascer esquecemos isso. Mais tarde ao tomar certas escolhas, não temos consciência que já as tomamos antes de reencarnar, mas o nosso destino já tinha sido pré-conhecido por nós, assim faz sentido: “a nossa escolha é a repetição das nossas escolhas “. Antes escolhemos, depois reencarnamos e vamos passar pelas provas que escolhemos, vamos vivenciá-las.

A Nave: No filme a nave de Morpheus se chama “Nabucodonosor”, nome do Rei Babilônico que teve um sonho mas não se recordava e vivia procurando uma resposta. Na nave havia uma inscrição “Mark III nr 11 “, que poderá ser uma alusão ao Evangelho de Marcos 3:11 que diz “E quando os espíritos impuros o viam, jogavam-se gritando : Tu és o filho de Deus”. 

NEO - Buda ou cristo: Neo é uma inversão de 'One' (o numero um, o escolhido), Neo poderá ser a inversão de EON, Eon é uma era de milhões de anos, segundo o calendário Maia, estamos precisamente terminando esta Era e a próxima será a Era da paz, é justamente em busca disso que Neo foi, e ele foi na nave Logos. Neo transcendeu a realidade, tal como Buda se libertou de 'samsara' (ciclo de reencarnações, reencarnação) e atingiu o estado de iluminação (Nirvana) ou 'Moksha' (liberdade da alma). Buda significa algo como “ o desperto” , repare que no filme Morpheus diz a Neo “Acorde Neo !”, outra coincidência, Keanu Reeves foi o próprio Buda no filme “O Pequeno Buda”.

Quando Neo parou as balas e olhou a matrix, isso lembra o caso de Buda quando enfrentando os exércitos de Mara, senhor da ilusão, os dados e sentas enviandos contra ele tornaram-se flores. Numa cena, a Oráculo examina Neo fisicamente, possivelmente para ver se encontrava alguma marca que evidenciasse ele ser o “escolhido”, no budismo isso também ocorre, procuram marcas na criança que pensam ser o Dalai Lama reencarnado.

Neo também pode ser comparado à Cristo , ele é o salvador, ele morre e ressuscita, ele ascende aos céus.

Numa parte do filme o personagem Choi quando recebe o software pirata que Neo lhe deu (ainda era Thomas Anderson) o Choi diz “Você é o meu salvador, o meu Jesus Cristo pessoal “.

Cristo foi tentado no deserto, Neo também é tentado pelos agentes a trair Morpheus. Consta que Jesus viveu até aos 33 anos, ressuscitou 3 dias após a sua morte. Neo regressou à vida, na sala 303 ( 33), após o beijo de Trinity. Diante de três discípulos, as roupas de Cristo tornaram-se de um branco resplandescente ( Mateus 17:2, Lucas 9:29) , identicamente Neo brilha fisicamente após destruir o agente Smith.

No filme ainda falam do karma, toda a ação tem uma reação, o karma é um ensinamento do hinduísmo, e posteriormente também desenvolvido pelo espiritismo, a lei de causa-e-efeito . Se toda a nossa ação tem uma reação, isso prova que nem tudo acontece por acontecer, mas sim porque também fazemos as coisas acontecerem, também construímos o destino das situações.

No filme (Matrix Revolutions) Neo tem vidência, ele vê através das coisas, temos em nosso meio psíquicos videntes que fazem isso. Quem consegue ter dupla-vista vê uma aura em redor de tudo, e tudo tem uma aura energética, existem hoje alguns exercícios para desenvolver a vidência, mas ela irá desenvolvendo-se gradualmente ao longo da vida.

Neo voa, nós nos sonhos podemos fazê-lo também, na realidade há alguns médiuns que levitam, inclusive existem exercícios terapêuticos, psicologicos e esotéricos para tal prática.

Ele também consegue agir com a mente sobre a matéria. No 1º filme também podemos observar isso, na casa da Oráculo uma criança ensinou Neo a dobrar a colher com a força da mente, essa influência da mente sobre a matéria existe e chama-se psicocinese (alguns paranormais o fazem). No filme 3 (Revolutions) ele parecia Cristo, estendido de braços abertos, dá para se notar que inclusive a luz que saiu dentro dele era em forma de cruz, a luz que ele libertou após lutar interiormente com o seu lado obscuro, destruiu toda a matéria. Isto nos mostra como podemos lutar contra as nossas trevas interiores, transformando-as em luz, e a luz é espírito e o espírito domina a matéria, vencendo sobre ela. O plano espiritual domina o material , foi isso que senti ao ver o desfeche do filme. No plano astral, ou no plano dos sonhos, nós podemos ser um “Neo” nessa matrix (nessa realidade oculta), basta usar o pensamento, ao imaginarmos algo nos sonhos comprovamos que isso se concretiza, o pensamento é criador, pensar é agir no astral. Neo deu vida a Trinity, como um Deus, pois só Deus daria vida. 

Mensagens ocultas no filme: Percebe-se no 2º filme (Reloaded), Neo ressuscitou a Trinity , Cristo ressuscitou, no filme talvez tentem fazer uma alusão a isso mas ele ressuscitou quem ama, mas somente na matrix tinha poder para isso, pois no 3º filme Trinity morre e Neo não consegue devolver-lhe a vida. Isso indicaria que só na matrix temos poder ? Ou talvez, só na matrix não existe a morte, podemos agora refletir isso tendo em conta a matrix que nos envolve, o plano espiritual , lá não há morte, a morte é somente neste plano físico.


Ainda na parte final, no braço da negrinha tinha dois cortes, sangrando, um sobre o outro formavam uma cruz. Os brincos da oráculo tinham um símbolo, muito pouco legível, mas repare no “s” que é uma linha que dividia o circulo em duas partes, é o símbolo do hi-ching… O yin e yang, preto e branco, a harmonia dos opostos, yin = feminino, escuro, morte, frio, passivo,, etc e yang = branco, masculino, activo, vida, etc… O símbolo que falo está sutilmente presente nos brincos da oráculo: yin – yang. Por fim, na discoteca onde eles foram , havia numa parede com vários símbolos assim. 

Este símbolo não foi feito ao acaso, é a conhecida cruz celta. É a "conexão entre a Terra e o Céu" ou eixo do mundo; onde o braço vertical da Cruz representa o mundo Celestial e o braço horizontal o mundo material.

O terceiro filme (Revolutions) citou ainda outro nome, a nave onde Neo foi á cidade das máquinas acabou por levá-lo à salvação , à paz, correto? Essa nave tinha o nome Logos, o que é Logos? Conheço apenas um Logos, um termo ensinado nos assuntos esotéricos da GFB (Grande Fraternidade Branca ), segundo os Mestres, temos um Logos planetário, é um Divino pensador, um ser divino que alimenta um planeta, é o Pai de todas as entidades que têm o seu campo evolutivo no planeta, ainda há o Logos do sistema solar, creio que DEUS é o Logos máximo, o Logos universal. Se evoluirmos espiritualmente, acreditando sempre no nosso potencial interior, iremos tornar-nos num ser mais evoluído, com dons mais desenvolvidos. Penso que o filme nos transmite isso através do Neo . Acredito que existem muitas realidades espirituais ao nosso redor, um mundo invisível por detrás desta “tela da realidade”, e DEUS é o grande programador destes planos existenciais, Ele é a fonte. Pois o mundo em que vivemos é dominado pelas guerras, o nosso céu há muitos se assemelha ao do filme, cheio de nuvens negras poluentes, cidades cada vez mais monstruosas, um mundo cinzento… Quando nós nos espiritualizamos, ligamo-nos à Fonte (a Deus) e gradualmente iremos desenvolvendo dons espirituais, seremos um “Neo”. Teremos sempre várias provas, teremos sempre muitas lutas interiores contra o nosso outro “eu”, é assim que vamos alcançando a nossa iluminação. E gradualmente, todos nós, humanidade, iremos sendo pilares de luz...

Música quando NEO encontra a Oráculo: Na cena em que Neo encontra a Oráculo, a música ao fundo é "I'm Beginning to See the Light" ('Estou Começando a Ver a Luz'), de Duke Ellington, numa clara referência
às descobertas do herói.

ZION, mundo subterrâneo: Em Matrix havia uma cidade subterrânea, faz lembrar o mundo subterrâneo em que se encontrava Hades, o senhor das almas. Podem também ter-se inspirado em Júlio Verne “Viagem ao Centro da terra” ou nas teorias da Terra ôca.

Agentes: Os agentes que perseguem Neo, fazem lembrar os “Homens de Preto”, ou agentes da CIA que perseguem quem é contra o sistema, isto lembra os assuntos de conspiração. Repare ainda quando capturaram Neo, introduziram nele um chip que se tornou numa espécie de crustáceo electrônico (mais tarde Trinity o remove com um aparelho), isto nos lembra a ideia que a União Europeia teve de implantar o “verichip” nos cidadãos, medida a ser considerada em breve, “identidade digital do cidadão”, na Espanha já há mais de 50.000 pessoas usando o chip (voluntáriamente, em teste).

O agente Smith (Hugo Weaving) considerava Neo como sendo um virus, pois Neo conhecia a matrix e era contra o sistema, poderia colocá-los em perigo, tinham que “eliminá-lo”, e o mesmo ocorre na nossa sociedade, quem pensar diferente do sistema, quem falar de conspirações e colocar algo em causa, é perseguido. O Governo oculto, os illuminati, não querem pessoas despertas (como Neo), querem pessoas ignorantes, controláveis, entendeu? O objetivo do agente Smith era destruir NEO? Ou Smith estava apenas procurando a sua própria salvação?

Smith ao matar Neo no primeiro filme disse que algo mudou... tanto pra ele quanto pra Neo... E ele foi eliminado do sistema pois não era mais o mesmo programa ("Agente") de antes... algo de Neo ficou impresso em Smith... Parece que Smith passou a ter algo humano. Assim ele é transportado ao mundo real (o único sobrevivente no final do filme).

Smith ainda disse no primeiro filme que gostaria de se libertar de tudo isso, por isso escolhe o exílio a ser apagado ( lembra-se quando Smith dá uma injeção em Morpheus no primeiro filme para descobrir onde é Zion... mas depois pede aos demais Agentes que o deixem a sós com Morpheus...

Aí ele disse que queria libertar-se ) Smith tem um objetivo (o objetivo que quer roubar de Neo como ele mesmo disse) “quero ser Livre!”. Quer ficar independente da Matrix... Por isso quer assimilar Neo de vez. O que explica a procura incansável de Smith por Neo. Porque é que a Oráculo ajuda NEO a encontrar o Keymaker para falar com o Arquiteto( que foi quem fez a Matrix ) ? A Oráculo faz com que Neo chegue ao arquiteto para recomeçar tudo... A Oráculo quer ver a destruição de Zion e seu recomeço... Quer que uma parte de Neo seja assimilada pela Matrix para equilibrar a equação matemática... Mas se a Matrix quer que tudo aconteça, porque é que os Agentes querem destruir o KeyMaker? Porque eles são programas indepedentes, a Matrix em si não tem controles sobre eles. Quando você quer que um anti-virus funcione, ele apaga os virus, assim como os Agentes vão... Sem saber da real história que deve acontecer... (o Keymaker ajudar Neo...)

Isto faz lembrar os agentes da CIA ou do FBI, ou mesmo os políciais, que muitas vezes somente cumprem o papel deles, sem saber quem são os poderosos que estão por trás da cena, controlando tudo, os grandes negócios da droga, as grandes conspirações, ou grandes assassinatos políticos, etc. São apenas agentes mas ignoram o Plano Maior. 

Arquiteto: Em “Matrix reloaded” podemos ver um velho de branco, o criador da Matrix, parece uma alusão à Maçonaria, que fala de GADU (Grande Arquiteto do Universo), E repare: No gnosticismo o arquiteto assemelha-se ao Demiurgo, um deus falso. Buda ao alcançar a liberdade espiritual (Nirvana) estado de iluminação, exclamou “Apanhei-te arquiteto, nunca mais tornarás a construir-me”, ele referia-se ao Ego, criador da falsa realidade em que vivemos.

Nessa cena, Neo estaria fazendo uma viagem interior a seu próprio ego? Aquele velho de branco seria uma alusão ao nosso ego, que temos que enfrentar, para sair da realidade ilusória em que vivemos?

Cypher (Joe Pantoliano) : Ele é uma alusão a Judas, que traiu Cristo. Cypher traiu os colegas. Ele estava cansado de viver na realidade, a comida e o ambiente eram péssimos, não havia aquele prazer ilusório da matrix, ele queria voltar a viver na matrix, comer aquela comida saborosa (mesmo que ilusória) ter acesso a todos os prazeres, a ilusão era mais saborosa que a realidade, ele queria esquecer tudo e voltar a viver na matrix “ignorância é felicidade” dizia. Muitas pessoas fazem o mesmo, não querem aceitar certas verdades por serem dolorosas demais, preferem viver felizes na ilusão, e com menos preocupações.

“Ignorância é felicidade”, ou a frase é uma analogia sobre o que os olhos nao vêem, o coração não sente. Cypher (fonéticamente parece : cífer) repare na semelhança com o nome Lucifer, ( 'lucypher').

Código: No filme , a matrix é em código, aqueles caractéres japoneses em verde, não sei porque usaram caractéres japoneses, poderiam ter usado no filme um alfabeto desconhecido. Mas esse conceito de código, pode ser compreendido, repare na própria internet, por trás das páginas web esconde-se um código html, e as próprias imagens são um código binário de 1’s e zeros, o que vemos é o resultado final desses códigos, o código (o que está por trás) è a matrix. Nós próprios temos um código ( genético). No universo, na Natureza, também tudo tem um código invisível, portanto nesse aspecto o filme mostra algo que é verdadeiro. Mas fica a pergunta, se no Universo tudo tem um código, quem foi o criador desse código? Somos Programados?

Déja vu: No filme também surge uma cena repetida, (déja vu) sensação de já ter visto algo. Dizem a Neo que isso ocorre quando há uma alteração na Matrix, e então surgem depois agentes.

O futuro - Inteligência artificial: Não excluo totalmente a hipótese de , um dia, futuramente, as máquinas dominarem o mundo , a ciência tem vindo a criar robots com capacidade de aprendizagem (inteligência artificial) e outras com capacidade de construir mais máquinas, um dia serão auto-suficientes e mais inteligentes que o homem, e vão ter receio do homem, o homem será um “vírus” porque é menos evoluído e poderia colocá-las em perigo, então elas (máquinas) tentarão destruir-nos. Inteligência artificial não é emotiva, é lógica, portanto calculista e fria. Aliás Isaac Asimov escreveu um livro de ficção, sobre isso, décadas atrás. Ou Aldous Huxley em: “Admirável mundo novo”. Nos cinemas, o filme “ O Exterminador do Futuro” rendeu bilheterias retratando o assunto.

Isso já está em desenvolvimento, governos investem milhões nisso. E cada País terá receio que o vizinho tenha uma tecnologia que ele não possui, então todos vão querer ter tecnologia de ponta, máquinas robots de inteligência artificial, é inevitável.

Webnode